quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Em paz

Dizem que o medo e a dor
Fazem a gente aprender
A superar como for
Um mal de amor pra valer
Verbos e sonhos se vão
Deixando a mesma impressão
Não vale a pena viver por viver
Pelo seu amor, cho...rei
Pelo seu amor que essa alma se lançou
E o encanto bom que existe então chegou
Quer viver assim, assim tão perto de mim
E eu que era sozinho agora estou
Em paz
Estrela do meu céu azul renasceu Uh Uh
Em paz
Indo do Cruzeiro pra Sul renasceu Uh Uh
Em paz (Natiruts)

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Cantando o amor esponsal....


Encontro, beijo, sabores, perfumes, cheiros, carícias, jubilo, cor, busca, pergunta, resposta, alma, corpo, toque, beleza, homem, mulher, rei, rainha, juventude, entregar-se, restauração, despertar, voz, sussurro, caminhar juntos, separados.

Encontro, saudade, desencontro, mãos, segurar, soltar, força, sutileza, alegria, segredo, lábios, beijos, pescoço, braço, delírio, lua, sol, mel, leite, maça, romã, vinho, amizade, coração, porta aberta, porta fechada, ir, ficar, buscar.

Chamar, fascinação, véu, flor, curvas, sentimento, encanto, perguntas, respostas, divino, lugar, esconderijo, brisa, luz, dia, noite, sombras, esposa, marido, umbigo, seios, cabelo, sono, desejo, guardar-se, família, abraço, dor, paixão, riqueza, desprezo, alegria, casa, encontro.

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Metade de mim...

Metade de mim gosta desse poema, outra metade não combina com ele.
Mas é uma arte...
(Bel, tô aprendendo a ver a arte além da dança)

METADE


Que a força do medo que tenho não me impeça de ver o que anseio
Que a morte de tudo em que acredito não me tape os ouvidos e a boca
Porque metade de mim é o que eu grito, a outra metade é silêncio.
Que a música que ouço ao longe seja linda ainda que tristeza
Que a mulher que amo seja pra sempre amada mesmo que distante
Porque metade de mim é partida, a outra metade é saudade.
Que as palavras que falo não sejam ouvidas como prece nem repetidas com fervor
Apenas respeitadas
Como a única coisa que resta a um homem inundado de sentimentos
Porque metade de mim é o que ouço, a outra metade é o que calo.
Que a minha vontade de ir embora se transforme na calma e paz que mereço
Que a tensão que me corrói por dentro seja um dia recompensada
Porque metade de mim é o que penso, a outra metade um vulcão.
Que o medo da solidão se afaste
E o convívio comigo mesmo se torne ao menos suportável
Que o espelho reflita meu rosto num doce sorriso que me lembro ter dado na infância
Porque metade de mim é a lembrança do que fui, a outra metade não sei.
Que não seja preciso mais do que uma simples alegria pra me fazer aquietar o espírito
E que o seu silêncio me fale cada vez mais
Porque metade de mim é abrigo, a outra metade é cansaço.
Que a arte me aponte uma resposta mesmo que ela mesma não saiba
E que ninguém a tente complicar, pois é preciso simplicidade pra fazê-la florescer
Porque metade de mim é platéia a outra metade é canção.
Que a minha loucura seja perdoada porque metade de mim é amor
e a outra metade também.

( Oswaldo Montenegro)

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Um casamento sui generis!!!!!

Eu fico impressionado com as coisas que acontecem na minha vida, quantas surpresas. Parece que faz muito tempo, mas só fez uma semana!!
Felicidades Gustavo e Vivian!!

 
Maceió, 12 de junho de 2010

“Então Tobias encorajou a jovem com estas palavras: Levanta-te, Sara, e roguemos a Deus, hoje, amanhã e depois de amanhã. Estaremos unidos a Deus durante essas três noites. Depois da terceira noite consumaremos nossa união;porque somos filhos dos santos (patriarcas), e não nos devemos casar como os pagãos que não conhecem a Deus.” (Tb 8, 4-5)
Gustavo e Vivian não os conheço o suficiente o quanto gostaria para escrever-lhes palavras que refletissem minha alegria com  esse noivado, mas transbordando de amor por vocês, um amor que só faz sentido para mim por ser reflexo do amor que Deus tem pelos dois , ouso nestas breves palavras fazer minha prece a Deus por vocês.
Desde muito tempo, sempre que vejo um casal apaixonado, me encanto por seus gestos de carinho, seus olhares de cumplicidade e pela própria beleza que é um casal apaixonado e a primeira coisa que me vem a mente e ao coração é uma prece  de que esse relacionamento dê certo e possa assim continuar sendo manifestação do belo neste mundo, ajudando a dar sentido a toda vida, mas me percebo fazendo  essa prece como alguém que quer continuar a ter esperança de que é possível a vitória do amor eterno, em um mundo onde um “eu te amo” que é dito com tanta força, sentimento e verdade numa noite, no outro dia se transforma em um “até logo” que nunca  chega ou mesmo um casamento que deveria ter sido uma vida de cinqüenta  anos juntos na “tristeza  e na alegria” é uma morte  de cinqüenta anos que parece só ressuscitar quanto um dos dois morre definitivamente e o outro como que sem saudade e reconhecimento por tudo que se passou brada silenciosamente em seu peito agora sim posso viver.
Pode até parecer que quero colocar sobre vocês um fardo, uma responsabilidade que não é de vocês, mas na verdade o que quero é que vocês sejam o que vocês foram chamados a ser, um lindo casal, um casal de Deus, unidos por Deus  para ser reflexo do amor de Deus, convidando a outros a responderem a esse mesmo chamado do Senhor, construindo famílias melhores do que talvez tenham sido as nossas (digo isso porque os conheço muito pouco), meus irmãos por isso peço que tragam para esse noivado o Amor Eterno, que suas orações sejam constantes  na intenção de que Deus esteja sempre com vocês eternizando o vosso amor. Quando pensava  em escrever essa carta querendo de alguma forma estar presente nesse noivado imaginava os dias que talvez Vivian pedia a Deus o dom de um homem  bom para amar e por ele ser amada, imaginava Gustavo pedindo ao Senhor,  depois de algumas desilusões que lhe desse a graça de esperar o tempo de Deus onde as coisas acontecem do jeito certo, talvez essas orações nunca tenham sido feitas, mas se foram feitas ouso na fé dizer-lhes que elas foram respondidas  e por isso devemos louvar ao Senhor por sua eterna misericórdia e agora juntos darmos  mais um passo em direção ao Céu e juntos orarmos, digo juntos porque agora também quero o que vocês querem que o amor de vocês seja mergulhado no amor eterno de Deus, meus amigos façamos desse período de noivado um tempo de verdadeira intercessão que possibilitem a vocês viver a vossa vocação mesmo em meio as ventanias desse mundo e as dificuldades  que virão, gozando das alegrias e vitórias que também virão e em tudo sabendo dar graças ao Senhor.
Meus amados não sei se fui ousado demais escrevendo essa carta que fala de coisas que talvez não cabia a eu falar, mas como disse antes o fiz por amor a vocês e se de alguma forma ela cumprir a finalidade de demonstrar esse amor eu serei eternamente grato a Deus e ao Gutemberg por ter me dado vocês como dom de Deus para edificação de minha vida. Termino desejando um santo noivado, oferecendo minha amizade e rogando neste dia ao Imaculado Coração de Maria que palpita na certeza da triunfante vitória do Senhor que alcance a vitória de Jesus em suas vidas.
Fraternalmente em Cristo Jesus
Carlos Pita  

Obs.: Essa carta me rendeu um convite para ser padrinho!!!!!

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Não importa ela está apaixonada...

"Mas às vezes fico me perguntando se é amor, paixão, sonho... ou  a vontade de ter alguém pra chamar de “meu amor”... é possível ser isso mesmo, porque os românticos se apaixonam mais pelo fato de estar apaixonado do que pela própria pessoa...."


By Beleza de Deus

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Oração de um sacerdote


Esta tarde, Senhor, estou sozinho.
Na igreja, pouco a pouco, os ruídos se calaram,
Foi-se embora toda a gente,
E eu voltei para casa,
Passo a passo,
Sozinho.

Cruzei com gente que voltava de um passeio.
Passei pelo cinema: vomitava uma pequena multidão.
Vaguei ao longo dos terraços de cafés onde, cansados, os passeadores,
tudo faziam para esticar um pouco mais a alegria de viver de um domingo de festa.
Esbarrei nos guris que jogavam bola na calçada,
Os garotos, Senhor,
Os filhos dos outros, que não serão nunca os meus.
E aqui estou, Senhor,
Sozinho.
O silêncio me dói
A solidão me oprime.

Tenho 35 anos, Senhor,
Um corpo feito como os outros corpos,
Braços moços para o trabalho
Um coração reservado para o amor,
Mas tudo isto te dei.
É verdade que de tudo precisavas,
Tudo te dei, mas é duro, Senhor,
É duro dar o próprio corpo: ele queria dar-se a outros.
É duro amar toda gente e não possuir ninguém.
É duro apertar uma mão sem poder retê-la.
É duro fazer que brote uma afeição, mas para dá-la a Ti.
É duro nada ser para si mesmo, a fim de ser tudo para eles.
É duro ser como os outros, entre os outros e ser um outro!
É duro dar sem cessar, sem procurar receber.
É duro ir ao encontro dos outros, sem que jamais alguém venha ao nosso encontro.
É duro sofrer os pecados dos outros, sem poder recusar acolhe-los e carregá-los.
É duro receber segredos, sem poder compartilhá-los.
É duro arrastar os outros sem cessar e nunca poder, um instante sequer, deixar-se arrastar pelos outros.
É duro sustentar os fracos sem poder apoiar-se sobre um forte.
É duro estar sozinho.
Sozinho diante de todos.
Sozinho diante do mundo.
Sozinho diante do sofrimento, do pecado, da morte.

Não estás só, meu Filho,
Estou contigo,
Eu sou Tu.
Eu precisava, na verdade, de uma humanidade a mais para continuar minha Encarnação e minha Redenção.
Desde toda a eternidade, eu te escolhi.
Eu preciso de ti.
Preciso de tuas mãos para continuar a abençoar,
Preciso de teus lábios para continuar a falar,
Preciso de teu corpo para continuar a sofrer,
Preciso de teu coração para continuar a amar,
Preciso de ti para continuar a salvar,
Fica comigo, meu Filho.

Senhor, eis-me aqui:
Eis meu corpo,
Eis meu coração,
Eis minha alma.
Faze-me bastante grande para atingir o Mundo.
Bastante forte para carregá-lo
Bastante puro para abraçá-lo, sem querer guardá-lo
Faze que eu seja um ponto de encontro, sim, mas ponto de passagem.
Caminho que não prende para si próprio, porque nele não há nada de humano a encontrar, nada que não conduza a Ti.
Esta tarde, Senhor, enquanto tudo em volta silencia, dentro do meu coração sinto morder duramente a solidão.
Enquanto meu coração uiva longamente sua fome de prazer,
Enquanto os homens devoram-me a alma e eu me sinto impotente para saciá-los,
Enquanto sobre meus ombros pesa o Mundo inteiro, com todo seu peso de miséria e de pecado,
Eu te repito o meu SIM,
Não às gargalhadas, mas lentamente, lucidamente, humildemente,
Sozinho, Senhor, sob teu olhar,
Na paz da tarde...

terça-feira, 2 de novembro de 2010

Efeito Borboleta

video
O que fazemos pode afetar o mundo!!!!
Então façamos a vontade de Deus!!!!


O amor é um movimento.

Restauração

video
Levantemos nossa pátria de seu abatimento e lutemos por nosso povo e nossa religião. Mc 3, 43

É tempo de lutarmos, de nos aplicarmos com todo amor e empenho pela salvação das almas e restauração de nossas famílias. É tempo de oferecermos ao Senhor um sacrifício de  louvor que é a verdade restaurada em nossas vidas.

O amor é um movimento